Blog da Casa
 
30 de agosto de 2016, às 19h00min
IV Festival de Cenas Curtas marca a Virada com irreverencia.
Promovido pela Casa da Ribeira, a 4a Edição do Festival de Cenas Curtas Natal será realizado durante a Virada Cultural de Natal 2016 das 23h30 de sábado, 03 de setembro e as 01h00 do dia 04/09 de 2016, na Sala Cosern de Teatro, com entrada gratuita e retirada de ingressos a partir das 22h30.

 

O Festival acontecerá, marcado pela irreverencia apresentará 5 cenas de até 15 minutos selecionadas a partir de uma inscrição prévia pelo Facebook. Elas tem generos diferentes mas, no geral, o ar comico e ironico prevalece.

"O Festival é sempre um momento de celebração entre fazedores das Artes Cênicas de Natal e de fora. Acontece de forma descontraida e o  público comparece em peso ávido por novidade."
 Disse Henrique Fontes, diretor da Casa e idealizado do Festival em Natal.

A exemplo do que acontece em outros Festivais de Cenas Curtas, entre uma cena e outra, haverá a venda de bebidas e aperitivos para os espectadores dentro da sala de espetáculo, exceção feita exclusivamente para esta noite.

"O público adora esta liberdade e cria um clima de celebração. Mas sempre com muito respeito quando o ator entre em cena." Disse Henrique. 

Eis a sinopse das 5 cenas selecionadas:


1 -  Pau - Brasil (Luiza Romão/SP)
-

Através do spoken word, Luiza Romão cria uma dramaturgia sobre o lugar da mulher no conceito de Brasil, analisando e denunciando o patriarcado e o machismo. Através de textos ácidos e contundentes, retoma figuras como o coronel, o homem cordial e a mulher para casar.


2 - Sagrada Falência (La Paloma/ RN)

A atriz encontra-se em estado de falência. Seu país está ruindo e os seus planos desabam. Os sonhos são cada vez menos dormidos e a angústia da realização bate na porta do desejo de vingança.  Ela, no escuro preto, entrevê na plateia a luz da união e restauro.

Ainda vive de vício-esperança.  Ela quer compartilhar em segredo a sua alquimia.

Ela aprendeu com o mestre que 'é no palco que a gente se vinga da vida'. 

Ela está com sede de vingança.

Ela precisa do palco. Ela quer seduzir a plateia a se vingar com ela.

Ela.  Sagrada e falida, exorcizando temores.

 

3 - Canudo Se Apaixona (George Holanda/RN)

 

O palhaço Canudo se apaixona à primeira vista e faz de tudo para conquistar sua amada.

 

4 - Meu Escritor de Estimação (Daniel Minchoni/RN-SP)

Depois de comprar um escritor de estimação numa pitoresca loja pet, daniel minchoni, desenvolve sua criação e apresenta seus textos numa espécie de espetáculo de stand-up poetry. Trabalhando com o conceito do poeta palhaço, minchoni tem investigado as possibilidades do texto oral e de improviso partindo de um mote que se apoie em sua produção poética. Nessa cena, serão apresentados suas poesias partindo dos estudos de escritor de estimação que ainda não foi adestrado, que é filhote e que está começando aprender os primeiros truques pra uma bem sucedida carreira no meio literário.

 

5 - Pedra (Bololo Cia Cenica-Arlindo Bezerra /RN)

Pedra nasceu no interior de Pedrinhas, onde sua mãe cresceu quebrando pedras. Inspirada no conto original de Pedro Bomba, Pedra traz pra cena o desabafo de uma mulher de 52 anos sobre a violência e a repressão sofrida através do seu pai, Argemiro.



 

 

 

 
Envie seu comentário
Seu nome:*
Seu e-mail:
Mensagem:*

Veja
também:
CATEGORIAS
ACESSE TAMBÉM